Contribuindo com o Open Source – caso do Eletricity Map

Electricity Map mapeia as emissões de gás carbônicos e gastos de energia em todo o mundo

Electricity Map mapeia as emissões de gás carbônicos e gastos de energia em todo o mundo

Vou contar um pouco sobre a experiência de contribuir com um projeto Open Source e que, com esta experiência, eu possa ajudar a desenvolvedores iniciantes e até experientes a explorarem as possibilidades de projetos de software livre e mostrar um pouco como funciona na prática, tanto para aprendizado quanto para experiência profissional, e até como referência para poder mostrar o seu trabalho para o mundo.

Acho de suma importância para qualquer desenvolvedor trabalhar em projetos assim, tanto para aprimorar tecnicamente, pois dependendo do tamanho do projeto, você poderá ter a experiência de trabalhar em códigos que são mantidos pelo mundo inteiro e também socialmente como profissional, já que você lida com outros desenvolvedores avaliando o seu código de diferentes lugares do mundo e com diferentes conhecimentos e pontos de vista. É uma ótima maneira de networking e até de ser contratado e ser visto por outras empresas.

Sobre o projeto e o que fiz para contribuir

Eletricity Map, um projeto open source que conheci na Dinamarca da Tomorrow, é uma iniciativa no campo da tecnologia com sustentabilidade e Big Data que visa unificar os dados sobre geração de energia no mundo. Ele é um ótimo modelo também do poder do Open Source para realizar um esforço mundial e nos despertar a vontade de contribuir com um projeto que irá nos acrescentar como pessoa e profissionalmente.

Conheci o fundador neste projeto pelo Angel.co e desde então me interessei pelo funcionamento do sistema, que unifica dados de diversas API’s e serviços sobre consumo de energia e gasto de gás carbônico e mostrava em um mapa dados sobre os gastos e trocas de diferentes fontes de energia de vários países, como elétrica e eólica.

Como o mapa abrange principalmente a Europa, resolvi contribuir com o projeto para que ele passasse a cobrir os dados e fluxos de energia entre o Brasil e os países da América do Sul.

Então trabalhei para que a fonte de dados do Brasil fosse suportada, utilizando o código Open Source existente e seguindo a documentação para que pudesse implementar dentro do projeto as mudanças para suportar também o Brasil. Os contribuidores do projeto sempre estão dispostos a ajudar para que você aprenda e comece a entender como funciona o sistema.

Ver projeto no github

Mapa da Europa e os diversos fluxos de energia entre eles, e mostrando diversos níveis de gás carbônico, como os países mais limpos sendo indicados em verde, e os com maior taxa de emissão em marrom. Fonte: Electricity Map

É um projeto desenvolvido em Python e com uma boa documentação e estrutura para você executar o projeto localmente, aprender e contribuir numa base de código com contribuições do mundo inteiro.

Este projeto mostra de forma completa a geração de energia por todo o mundo e o potencial de energias renováveis. O projeto The Electricity Map integra dados em tempo real num mapa interativo para mostrar como a energia é distribuída pelo continente, quais fontes de energia foram usados e o quanto de carbono é produzido para gerá-lo. Também é possível ver o potencial de energia solar em diversos países.

O projeto conta também com uma App para Iphone e Android em que podemos ver em tempo real o fluxo de energia entre os países.

Contribuição no Brasil

Contribuí com o projeto adicionando as regiões do Brasil. Fonte: Electricity Map

Quando vi o projeto e que poderia contribuir com o Open Source e ainda trabalhar numa idéia legal de unificação de dados, logo me envolvi. O Eletricity Map é um exemplo de projeto distribuído que conta com ajuda dos diversos países envolvidos.

Indicação de fluxo de energia e gasto de carbono na região Norte do Brasil. Fonte: Electricity Map

Indicação do fluxo de energia da Bosnia. Fonte: Electricity Map

O que está esperando para contribuir e aprender trabalhando num projeto em larga escala?

Basta ler a documentação do projeto, testar e pegar alguma das Issues e enviar um Pull Request.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *